segunda-feira, 5 de março de 2012

[SABER] Mulher no Leonismo


Dallas, 8, 9 e 10 de outubro de 1917: realizava-se a I Convenção do Lions. Nesta Convenção os delegados votaram a favor do ingresso da mulher no Lions, como sócias. O fato é que, na II Convenção de St. Louis, Missouri, em 1918, no ano seguinte, portanto, essa resolução caiu por decisão dos mesmos delegados. 
Depois, só na Convenção de Taipe, na China, em 1987, as mulheres voltaram a ter direito a ingressar como sócias no Lions. Vale lembrar que em 1925, Hellen Keller, recebeu o título de sócia honorária. Em 1987, na cidade de Taipe, Taiwan, República da China, cenário de uma das maiores convenções da Associação Internacional de LIONS Clubes. Repleta de pompa e de hostilidade chinesa, a convenção foi assunto de primeira página dos jornais locais e de muitas partes do mundo. Uma das manchetes foi a emenda aos Estatutos de Lions. Setenta e sete por cento dos delegados à Convenção votaram a favor de estender os privilégios de afiliação às mulheres, numa base internacional.
Lions Clubes Internacional foi a primeira organização de clubes de serviço a tomar esta decisão. No Brasil, no entanto, em 1954, na Convenção Nacional de Salvador (BA), era empregado o termo “excelentíssimas senhoras” em referência às mulheres dos companheiros leões presentes, também a essas, na convenção do ano seguinte, em Sã Paulo-SP, empregava-se o tratamento “senhoras leonísticas” e “donas leonas”.
Finalmente, por resolução da 4ª Convenção Nacional realizada no Rio de Janeiro, em 1958, denominou-se “domadora” como a mulher do companheiro leão e diz a tradição que alguns destes companheiros abandonaram o Programa de LEO Clubes por discordar desta denominação que “desprestigiava o Leão”. Em 1975, foi instituído o “Lioness”, patrocinado e supervisionado por um Lions Clube, hoje em dia está extinto. Compreendia um clube só de mulheres.
Oficialmente, em Campinas-SP, no ano de 1981, na 22ª Convenção Distrital, foi aprovada que cada domadora recebesse a mesma denominação do cargo ocupado por seu Companheiro leão, pois assim como ainda ocorre com a domadora, esta se esquiva de poder votar, pois o voto é conferido apenas ao seu leão. Conhecidas hoje em dia como as “companheiras leão” as mulheres que têm este título têm (por direito e obrigações) as mesmas conferidas a um companheiro leão, dentre eles assumir cargos e votar durante uma assembleia.
Cartilha de LEO Clubes

Um comentário:

  1. Velho o blog de voces eh muito BOM!
    Parabens!

    ResponderExcluir